Como avaliar as condições de fertilidade do solo? - Terranalises

Novidades

Como avaliar as condições de fertilidade do solo?

11 maio 2021

O setor do agronegócio é uma das principais fontes de renda das famílias brasileiras. Mas para que ele permaneça pujante, é necessário que as condições de fertilidade do solo sejam propícias, e isso só é possível se boas práticas agrícolas forem mantidas.
Responsável pela geração de milhares de empregos e pela entrada de milhões de reais no país, o setor agrícola depende que a conservação do solo garanta a fertilidade do solo, o que pode ocorrer lançando mão, inclusive, da sustentabilidade.

Mas afinal, o que é qualidade do solo?

As métricas mais importantes que podemos ter para compreender o que é qualidade do solo são: a capacidade de produção do solo, seus índices de saúde e vida biológica, e a sua funcionalidade à serviço da natureza, no meio ambiente e do ser humano.
Saber reconhecer essas características, coletar dados e interpretá-los é tarefa fundamental para garantir a manutenção da qualidade do solo, ou então recuperá-lo.
Então, compreender que o solo é um ecossistema capaz de gerar vida, é um importante passo para produtores rurais entenderem a importância de se garantir a qualidade do solo em sua lavoura.
Não apenas pelo lucro que ele pode gerar, mas principalmente por ser o responsável por fatores básicos da vida do homem na Terra, como a produção de alimentos.

Indicadores para avaliar a qualidade do solo

A capacidade produtiva do solo depende basicamente de sua saúde, e ela pode ser verificada utilizando-se três indicadores químicos, físicos e biológicos. E para que fique claro como esses indicadores trabalham, vamos detalhar cada um deles.

Indicadores químicos

Para entender mais sobre a fertilidade do solo da lavoura, e sobre a quantidade e qualidade da água e demais nutrientes para as plantas, você precisa ter em mãos os indicadores químicos.
Os indicadores químicos medem, entre outras coisas: o pH do solo, apontam o teor de micronutrientes e macronutrientes, e demonstram se o teor de toxinas, como o alumínio, está muito elevado ou fora do controle.

Indicadores físicos

Já os indicadores físicos apresentam as informações sobre as características do solo, apontando a densidade e a estrutura do solo, a quantidade de água disponível e a capacidade de absorção (porosidade) dessa água e seus nutrientes.
Ou seja, textura, compactação, condutividade hidráulica, estabilidade de agregados e outros fatores físicos do solo são imprescindíveis na avaliação desses indicadores.

Indicadores biológicos

Também chamados de biondicadores, os indicadores biológicos fornecem dados sobre a cobertura do solo e a matéria orgânica que o habita, apresentando a quantidade de organismos e microrganismos presentes no solo.
Os microrganismos residentes no solo suprem as plantas com os nutrientes necessários para seu desenvolvimento, a ciclagem de nutrientes.
A quantidade de minhocas, de insetos e de enzimas no solo, e a matéria orgânica particulada são algumas das características que envolvem esse estudo.

Fatores que interferem na qualidade do solo

Se o solo tem alta capacidade de infiltração, porosidade adequada e resistência em relação ao crescimento de raízes, então esse é um fator que indica qualidade e fertilidade do solo, aumentando, assim, a germinação e, consequentemente, a produção e a lucratividade.
Mas alguns fatores podem interferir nesse cenário, prejudicando a fertilidade do solo, e sendo extremamente prejudiciais às plantações. Entre eles, estão:

● Erosão, que é um processo de desgaste, transporte e sedimentação do solo;
● Salinização, que se refere à alta concentração de sais na terra;
● Contaminação química, que altera as características estruturais naturais do solo.

São inúmeros os motivos que podem acarretar esses problemas, como o uso de maquinário inapropriado na lavoura, ou questões climáticas que podem prejudicar a plantação.

Posso melhorar a qualidade e a fertilidade do solo?

A resposta é sim! Existem métodos que ajudam produtores rurais no trabalho de manutenção da fertilidade do solo, ou de sua recuperação, caso ele esteja desgastado ou contaminado.
Preparar a área de cultivo é o primeiro passo para manter a conservação do solo em dia, proporcionando um cultivo produtivo.
Portanto, estar atento quanto à luminosidade e irrigação da área são fatores cruciais nesse processo.
O plantio direto é outra possibilidade que o produtor tem à disposição para realizar o manejo da terra, fazendo a cobertura do solo e, dessa forma, a manutenção dos nutrientes que são enviados às plantas.

Entre as muitas vantagens do plantio direto, destacamos algumas delas:
● Equilíbrio térmico do solo;
● elevação da matéria orgânica na terra;
● mais disponibilidade de nutrientes e água;
● controle de processos erosivos;
● aumento da produtividade.

Outra recomendação é que o produtor realize a rotação de culturas, já que a monocultura pode gerar prejuízos à saúde do solo, comprometendo a produtividade da lavoura.
O incremento de materiais na plantação também é uma alternativa muito indicada, especialmente para quem deseja aumentar a produtividade e os lucros, mas sempre zelando pela sustentabilidade e meio ambiente.
O acréscimo de gesso, cal, cálcio, ferro e enxofre podem trazer grandes benefícios para sua plantação, como colaborar nas estruturas celulares das plantas, e fortalecer a planta na defesa contra pragas e doenças.
A calagem, que é a aplicação de calcário no solo para controlar a acidez, e fornecer nutrientes como cálcio e magnésio, é mais uma importante técnica que pode ser usada.

Por fim, podemos destacar a adubação como um método extremamente eficaz e indispensável para a inserção de micro e macronutrientes, responsáveis pelo crescimento das plantas.
Além de otimizar a sua produção, a manutenção da qualidade e da fertilidade do solo são indispensáveis para quem deseja solicitar crédito agrícola.
Toda e qualquer instituição financeira precisa saber, antes de mais nada, que está fazendo um bom negócio.
Sendo assim, ela obriga produtores rurais a apresentarem a avaliação da qualidade do solo antes de disponibilizar financiamentos ou crédito agrícola.

Então, se você gostou de conhecer um pouco mais sobre como avaliar as condições de fertilidade do solo, entre em contato com a gente para saber mais sobre nossos serviços. Acesse nosso site e fique por dentro de todas as novidades do setor.

E se você achou este artigo importante, compartilhe com seus contatos, colegas e amigos.

IR PARA NOVIDADES

Veja também